3 de julho de 2013

Os peixes como indicadores de gestão florestal

A Altri Florestal em colaboração com o Instituto Superior de Agronomia, iniciou um projeto de avaliação das populações de peixes nas ribeiras mais próximas e adjacentes às áreas sob gestão da empresa. Esta avaliação pretende estabelecer a relação entre o habitat ripícola, a gestão florestal nas imediações e as espécies de peixes e suas populações aí presentes.

O projeto apoia-se na aplicação da técnica de pesca elétrica. Esta técnica de amostragem piscícola é bastante eficiente e praticamente inofensiva para os peixes. Baseia-se na criação de um campo elétrico na massa de água que provoca nos peixes um efeito de relaxamento muscular permitindo a sua captura com um simples camaroeiro.

O trabalho iniciou-se nas ribeiras a sul do tejo e os resultados são bastante animadores, nomeadamente, pela presença abundante de espécies nativas e pelas elevadas densidades obtidas nas amostras já realizadas.

Ribeira de Alferreira - Troço amostrado
Ribeira da Foz - Troço amostrado

Técnica de Pesca Elétrica

Barbo
Escalo
Boga de boca arqueada
 

Sem comentários:

Enviar um comentário