24 de março de 2012

Notas de Vale Mouro IV

Foto obtida aqui
 Hoje fomos informados, por um experiente observador de aves, da presença de um colhereiro numa charca em Vale Mouro.

Esta espécie, que ocorre de forma regular embora esporádica no Ribatejo, tem no Paul de Boquilobo o local de reprodução mais importante na região. As aves deslocam-se frequentemente dezenas de quilómetros para se alimentar em charcas e zonas alagadas, o que terá sido o caso aqui.

O que é curioso é o facto de ter sido numa charca, de reduzida dimensão, em espaço florestal, pouco habitual para a espécie. Interessante se torna ao saber que a charca foi criada no âmbito do projeto de reflorestação da propriedade, sendo anteriormente uma área onde estava instalado um eucaliptal. Este exemplo mostra que pequenas intervenções no ordenamento podem constituir importantes contributos para a biodiversidade, mesmo inesperados como este caso (colhereiro seria a última das espécies a esperar no local, sendo a charca pensada sobretudo como local de reprodução de anfíbios).

O registo já foi introduzido no Biodiversity4All.

Sem comentários:

Enviar um comentário