4 de janeiro de 2012

Interpretação de Cartas de Solos

Podemos dizer que são poucos os que tratam os solos pelo seu “nome próprio”. Muitos produtores agrícolas ou florestais experientes poderão não conhecer a correta designação do solo de que dispõem, embora conheçam bastante bem as capacidades e as limitações do mesmo. Todos concordarão que é preferível assim que o inverso. Porém, mesmo com alguma experiência, é difícil conhecer rapidamente e com algum rigor as características essenciais dos solos presentes em áreas extensas ou de aquisição recente. Nestes casos, poderá ser muito vantajosa a utilização de uma carta de solos.

Todavia, para uma correta interpretação destas cartas é requerido um bom conhecimento da classificação utilizada e das características morfológicas associadas a cada tipo de solo. Por esta razão, para interpretação da Carta de Solos de Portugal (SROA), a Altri Florestal adotou recentemente a metodologia proposta pelo Prof. Gonçalves Ferreira (FERREIRA et al, 2001), que, embora em fase de utilização inicial na empresa, tem revelado uma boa aproximação à realidade. Na prática, foi implementado um algoritmo em SIG que determina a característica-diagnóstico mais limitante de cada complexo de solos, através da seleção da característica mais limitante à aptidão florestal ou da característica do solo principal, caso um solo seja significativamente mais representado no complexo.

Carta de solos com classificação SROA e carta de solos interpretada

Este trabalho foi realizado para todas as propriedades geridas pela Altri Florestal abrangidas por folhas da Carta de Solos de Portugal (1/25000), o que se traduz numa cobertura de cerca de 75% da nossa área de gestão. Maiores desafios se colocam com a interpretação dos solos da restante área de gestão, coberta com outros tipos de carta de solos ou mesmo sem este tipo de cartografia. De qualquer forma, temos já algumas ideias interessantes para resolver este problema, que prometemos partilhar, logo que chegarmos a resultados interessantes.

Sem comentários:

Enviar um comentário